Ser feliz: um objetivo de vida

Meu nome é Neima Cristina sou de jataí em goiás tenho 1,54m de altura e peso 112kg.

Já deu pra imaginar que a vida num tem sido muito generosa comigo. Fui uma criança gordinha no nascimento, nasci com 5kg. Fui a atração da cidade. Na pré-adolecencia fiquei magra, meus irmãos me chamavam de leca seca de magrela que eu era. As coisas mudaram quando menstruei e comecei a engordar e já comecei minha trajetória de dietas aos 15 anos. Piorou muito quando engravidei aos 19 anos e tive minha primeira filha. Bom ai virou um festival de engorda-emagrece em minha vida, tratamento com remedios e anfetaminas que me deixavam em outro mundo. Quem já tomou esses remedios entende que a cabeça da gente parece que ta dentro de um vidro.

Quando eu tinha 25 anos meu marido amado e pai das minhas duas filhas faleceu. A menor tinha 4 meses. A barra foi pesada afinal eu era totalmente dependente dele. Aí sim que engordei, a depressão me pegou com força e comecei a engordar 4 kg por semana. É num é engano não, 4 kg por semana. Voltei ao medico e voltei a tomar os remedios.

Com o tempo a gente vai se cansando de tentar emagrecer, e vai engordando mais por que a cada olhada no espelho a vontade de comer para suprir a angustia é maior e o ganho de peso também.

Hoje no auge do meu peso estou casada com um rapaz 14 anos mais jovem que eu (e extremamente magro), ele adora minhas gordurinhas e morre de tesão por mim. as vezes me assusta um pouco porque a gente custa a acreditar que alguem nos ame como somos sem se preocupar com nossos defeitos. Me sinto feliz mais a preocupação com a saude é constante e o preconceito também já que os apelidinhos desgradaveis e as criticas em relação a obesidade são as mais variadas.

Sempre me preocupei de minhas filhas sentirem vergonha já que já ouvi os coleguinhas comentando e elas são magrinhas. Graças a Deus elas me amam tambem como sou e aliás até tem detalhes em mim que elas querem ter(os seios grandes por exemplo, rrrr).

Mais uma coisa que obeso sabe fazer é não desestir de ser feliz por isso esse pensamento é uma constante e se tornou minha filosofia de vida. ”Ser feliz e amada embora obesa”.

12 comentários

  1. Olá Neima ,

    Tenho algumas perguntas a te fazer

    Pq logo no inicio do texto
    vc cita altura e peso e completa dizendo “já deu p/ imaginar ….”

    Me diz pq a vida não foi generosa com vc? Não entendi bem no decorrer do texto vc cita suas filhas o amor de homem mais jovem , e mesmo com tudo isso ainda acha mesmo que a vida não foi generosa com vc? Não compreendi seu modo de ver a generosidade ,

    Vc não gosta do que ve em seu espelho?

    Obesa, não eh pecado e sim ser feliz e amada eh direito de todos sempre :)

    Bjssss

    kallina

  2. Pelo que percebo, você não aceita muito bem o fato de ser gorda isso te trás mas desgostos que felicidade.
    A forma que você descreve sua vida no texto parece sempre estar se lamentando por ser como é… não é aceitação e sim conformismo por não consegue emagrecer.
    É injusto de a sua parte dizer que a vida não foi justa com você, uma pessoa que é tem duas filhas saldáveis, um marido que a ama do jeito que é julga ñ ter uma vida justa só por que é gorda. Como se isso fosse o pior dos castigos.
    Sei que não estou aqui para te julgar ou até mesmo dizer o que você pode ou não sentir sobre seu peso. Mas digo que me sinto um pouco chateada com a sua maneira de ver o mundo gordo.

  3. Humm.. Acho que vc não se sente taaaao bem gordinha, ou é impressão minha? Mas claro que em alguns momentos vc se ama né? O fato de vc ser casada com um “magrinho” não te faz uma pessoa anormal e nem ele adorar suas gordurinhas nao o faz ser um super homem. Pq se ele gostar de vc, ele nem vai dar atençao ao seu tipo fisico e sim ao seu conjunto.
    Sejamos felizes gordinhas ou magrinhas.

    Beijokas

  4. Te entendo muito bem, sabemos que somos amadas, mais sentimos que falta algo isso muitas vezes é coisa da cabeça da gente…é muito dificil ser gorda.Ninguém acredita que vc é gorda e feliz!!
    Eu não sou totalmente feliz, pois sou vaidosa e gosto de roupas bonitas, langeris bonitas e pra gorad não tem será que pensam que temos mal gosto?

  5. kallina
    Como todo mundo na vida tive meus percalços. Claro que tenho muito a agradecer a Deus por meus filhos e meu marido, mais tben me sinto no direito de ficar chateada quando me chamam de baleia ou me olham na rua como se eu fosse de outro planeta, ou qdo procuro uma roupa mais sexy ou uma langerie mais legal e num encontro e ainda enfrento vendedoras que querem me enfiar peças que não me servem. Moro em cidade pequena e as vezes é dificil. Não contei minha historia com a intenção de reclamar, apenas de contar mesmo.

  6. Milly
    Quem nunc reclamou que atire a primeira pedra. Agradeço muito a Deus pelo meu marido e meus filhos, mais as vezes me revolta o preconceito de não ser aceita pq sou diferente.

  7. Me amo sim. E não me vejo gorda como me veem. Me acho bonita e me sinto amada. O preconceito é que as vezes me entristece mais sempre ergo a cabeça e sigo em frente.
    bjos.

  8. marcelle
    que bom que me entende. Tben gosto de roupas bonitas e langeries mais custo encontrar e quando encontro o preço é de outro planeta.
    bjos

  9. Bem acontece que não te julguem por que não acho certo julgar, cada um tem seu modo de ver as coisas e enxergar a vida só que ao meu ver você não se senti muito feliz com o fato de ser gorda e pelo que li não foi só eu quem pensou assim…
    Contudo se te ofende na forma que coloquei minhas palavras te peço desculpas à intenção nunca foi essa, atirar pedra não posso por que passei por meus momentos de insatisfação embora tenha sido na minha adolescência o que é perfeitamente justificável….
    Quanto as roupas e as lingeries será que é justificável nãos e gostar por que encontra roupas bonitas é meio complicado essa frase de vocês mas deixa pra lá tenho dicas de lojas perfeitas que vendem pela internet ai vai o linck
    http://WWW.kauemodas.com.br – Roupas em geral
    http://WWW.camomila.com.br - lingerie
    Bjocas meninas

  10. Bem acontece que não te julguem por que não acho certo julgar, cada um tem seu modo de ver as coisas e enxergar a vida só que ao meu ver você não se senti muito feliz com o fato de ser gorda e pelo que li não foi só eu quem pensou assim…
    Contudo se te ofende na forma que coloquei minhas palavras te peço desculpas à intenção nunca foi essa, atirar pedra não posso por que passei por meus momentos de insatisfação embora tenha sido na minha adolescência o que é perfeitamente justificável….
    Quanto as roupas e as lingeries será que é justificável nãos e gostar por que encontra roupas bonitas é meio complicado essa frase de vocês mas deixa pra lá tenho dicas de lojas perfeitas que vendem pela internet ai vai o linck
    http://WWW.kauemodas.com.br – Roupas em geral

    Bjocas meninas

  11. Olá neima Cristina, em primeiro lugar achei seu nome lindo, e vc tem um sorriso radiante, envolvente e contagiante, vc é muito linda, se seu marido gosta de vc do jeito que vc é, é pq vc é uma pessoa maravilhosa, e tambem ele tem muito bom gosto, porque uma gordinha é tudo de bom, geralmente são: alegres, graciosas, carinhosas, meigas, inteligente, sensuais e fogosas, cheia de tzão pra dar, tudo de bom…
    Felicidades pra vc’s!

  12. Neima

    Sua história realmente não deve ter sido fácil! Entendi perfeitamente o que vc quis passar escrevendo aqui. Afinal quem nunca cai em contradição com seus próprios sentimentos em relação a sí??? Hora muito feliz e satisfeita, hora completamente insegura…
    É complicado viver nesse mundo direcionado somente para pessoas magras… Mas não se pode abaixar a cabeça… Pense que vc tem duas filhas lindas e um marido e que eles te amam, te admiram e te querem bem. Isso é o que importa!
    Seja muito feliz!!!

Escreva seu Comentário abaixo: