Casos e acasos

  Cansada, eu?

  Me chamo Hilia Vivian, tenho 25 anos e sou pedagoga.

No ano de 2003 comecei a trabalhar em uma escola de Ensino Infantil e Fundamental. Lecionei na turma da segunda série, que hoje chamamos de terceiro ano. Foi um ano maravilhoso. Os pais e os aluno pediram para que eu continuasse o meu trabalho no ano seguinte deles,  ou seja, no quarto ano, na época, terceira série. Nesta turma encontrei muitas dificuldades por causa de algumas crianças que não estavam alfabetizadas. Mas isso são problemas que resolvemos no decorrer do ano. O mais difícil foi enfrentar uma mãe que por alguma razão não me aceitou. Isso me deixou muito abalada e eu resolvi pedir minha demissão. Os outros pais se revoltaram e fizeram uma reunião com a direção dizendo que no ano seguinte tirariam suas crianças de lá, caso o capricho de uma mãe fosse vencido. A direção me procurou e eu não aceitei voltar. No dia seguinte a psicopedagoga da escola me chamou e disse que tinha um conselho para me dar:

_” Hilia, você é uma grande profissional, mas precisa emagrecer, pois assim nunca terás um emprego por causa do seu aspecto cansado”.

Eu respondi: “Essa empresa é do tamanho da cabeça da senhora. O seu conselho foi extremamente infeliz, pois como educadora, defensora do ensino, das diferenças, da diversidade e do respeito ao próximo, não deveria ter esse tipo de mentalidade. Lamentável …”

Pedi licença e me retirei da presença dela.

Sempre fui muito positiva em tudo o que faço. Por isso, não me abalei e segui em frente. Hoje eu trabalho em uma grande empresa, sou reconhecida pelo meu trabalho e sou muito feliz.

  Emagrecer é preciso, mas não por questões estéticas e/ou profissionais. Sabemos que corremos o risco e devemos optar pela qualidade de vida !

Últimos comentários

  1. [ r ê ] 14/06/2008
  2. Lily 15/06/2008
  3. Larissa 15/06/2008
  4. MARCOS 14/07/2008
  5. Silvana 07/10/2008
  6. Sand Catarina 04/07/2009
  7. Lígia 17/09/2009
  8. Priscila 05/12/2009

Deixe uma resposta